OKRs e Sua Importância para a Gestão de Sua Empresa

Antes de falarmos sobre os OKRs (Objectives and Key Results), eu gostaria de fazer algumas perguntas a você:

  • Sua empresa tem um objetivo bem definido?
  • Este objetivo é comum a todos da empresa?
  • Todos sabem os resultados que devem ser atingidos para a conquista deste objetivo?

Não sei quais foram suas respostas, mas com certeza fizeram você refletir sobre o futuro da sua empresa. Talvez nem todos os colaboradores saibam para onde ir, talvez nem todos saibam onde a empresa quer estar em um futuro próximo. 

E isso é muito ruim!

Esta metodologia transforma os objetivos da empresa em “cascatas”. 

Mas como isto funciona? Como implementar os OKRs no dia a dia da empresa?

Estas e outras perguntas serão respondidas durante este texto.

Vamos lá. 

Como já é comum em todas as organizações, as decisões macro são tomadas pelos CEO’s e a Direção, e então repassadas aos demais departamentos, para que todas as pessoas estejam trabalhando alinhadas por um objetivo comum e andando na mesma direção. 

Contudo, as equipes envolvidas, de forma individual, devem traçar métodos, objetivos e estratégias em prol do objetivo comum.

Quer um exemplo? O Google. A política interna de OKR de uma das maiores empresas do mundo objetiva atingir resultados e alcançar metas.

A maneira como as equipes irão executar as tarefas não é tão relevante quanto os resultados entregues. Cada equipe pode trabalhar da maneira que considera mais adequada, afinal, nem tudo que funciona para um grupo, dá certo para outro!

Ilustrando melhor:

Mas, para que a metodologia seja eficiente, é preciso entender que ela deve ser parte da cultura da empresa e, também, ajudar a classificar prioridades.

Por quê?

O OKR “instala-se” na empresa para estruturar o alcance de metas, como já foi dito acima. Mas não se assuste, isto é completamente possível. Com o intuito de mostrar que qualquer empresa, independentemente do tamanho, é capaz de implementar OKR que um grupo de profissionais, dentro do Google, começou a usá-la quando a empresa tinha apenas um ano de existência e ainda não tinha este nome. 

Parece que deu certo, né? Hehe

O que são OKR?

Em vez de simplesmente ser outra tarefa na sua lista, um OKR é uma meta ambiciosa, apoiada por ações concretas que você precisa executar para acertar.

Quando usados ​​dessa maneira, os OKRs permitem que as equipes se concentrem nas grandes ideias e realizem mais do que imaginavam ser possível. Tudo sem o medo habitual das repercussões de “perder” um pouco.

Os OKRs são criados por uma fórmula simples:

Eu _________ mensurado por _________.

Essa fórmula foi o que manteve a Intel sob controle enquanto eles mudavam com sucesso seu modelo de negócios. E foi o que Doerr quis mostrar à equipe fundadora do Google.

Se você pensar sobre isso, um objetivo adequado não é apenas uma declaração do que você quer alcançar, mas um roteiro de como você vai chegar lá.

O “mensurado por” na fórmula de Grove é o que faz do desejo um objetivo (do contrário, você só tem uma aspiração).

Esta fórmula é a melhor maneira de descrever o que realmente é um OKR:

Eu vou (Objetivo) mensurado por (Resultados Chave).

Outra medida muito importante adotada pelo Google é que as metas sejam sempre colocadas além do limite do que parece possível, as famosas “metas estendidas”.

A criação de metas estendidas pode parecer complicada, pois pode ser vista como “colocar as pessoas em um barco que vai naufragar”.

No entanto, na maioria das vezes, esses objetivos podem unir as melhores pessoas e criar os ambientes de trabalho mais incríveis. 

A princípio, talvez pareça estranho definir objetivos que você não acha que vai atingir. Mas quando se aponta alto, mesmo os objetivos fracassados ​​resultam em progresso substancial. 

O segredo é comunicar claramente a natureza das metas estendidas e quais são os limites para o sucesso. 

O Google gosta de definir OKRs de tal forma que o sucesso significa atingir 70% dos objetivos, enquanto alcançá-los totalmente é considerado um desempenho extraordinário.

John E. Doerr no TED – Por que o segredo do sucesso é definido como metas certas.

Uma breve história sobre os OKRs

A partir de agora, chamaremos de Objetivos e Resultados Chave, tudo bem?

Vamos lá!

Como o ex-CEO da Intel, Andy Grove explicou em seu livro, “High Output Management”, que há duas perguntas a serem respondidas para configurar com sucesso um sistema de objetivos compartilhados, como os OKRs:

1. Objetivos: O que você quer realizar.

2. Resultados Chave: Como você vai medir o sucesso do seu trabalho.

Soa simples, certo? Sozinhos, os Resultados Objetivo e Chave são conceitos fáceis de entender.

Mas é quando você une ambos que a mágica acontece.

John Doerr, um dos primeiros investidores do Google e atual membro do Conselho de Administração, aprendeu sobre os OKRs de Andy Grove enquanto estava na Intel.

Doerr explicou que, quando ingressou na Intel, a empresa estava passando por um processo de deixar de ser uma empresa de memória para uma empresa de microprocessadores. Por causa disso, Grove e sua equipe de gerenciamento precisavam de uma maneira de ajudar os funcionários a concentrarem-se em um conjunto de prioridades para fazer uma transição bem-sucedida.

Os OKRs ajudaram a comunicar essas prioridades, manter o alinhamento e fazer essa mudança.

Algumas décadas depois, no início dos anos 2000, Doerr apresentou os OKRs à liderança do Google, que viram o valor e começaram a testá-los nos trimestres seguintes.

Atualmente, o Google define os OKRs anuais e trimestrais e realiza reuniões trimestrais para compartilhar e avaliá-los.

Os OKRs são usados ​​muito além do Vale do Silício, em uma ampla variedade de organizações. A Sears Holding Company, uma das 100 maiores empresas do mundo, lançou os OKRs para seus 20.000 funcionários e teve impactos positivos tanto no resultado final quanto no desempenho individual.

Em essência, os OKRs nada mais são do que objetivos e os resultados chaves que precisam ser alcançados para manter o controle do progresso. A partir do Google e da Zynga, a metodologia de estabelecimento de metas da OKR espalhou-se para LinkedIn, GoPro, Flipboard, Spotify, Twitter, GE e muito mais.

Empresas que utilizam o OKR

Google / LinkedIn / Dropbox / Walmart / Airbnb / Spotify / Twitter / ING / Target / Nubank / 99 Taxi / Uber / Go Pro / Adobe / Asana / Amazon

Cases de Sucesso

Exemplo da vida real: OKRs da Uber e do Youtube.

O Caso da Uber

Aqui está um exemplo do OKR compartilhado pelo ex-funcionário do Google, Niket Desai, em que ele explica como a Uber pode usar os OKRs para trabalhar em direção ao objetivo final da empresa de ser o serviço de compartilhamento de passeios mais prontamente disponível no mundo:

Objetivo 1: Aumentar os Motoristas no Aplicativo Uber

Resultados Chave:

1. Aumentar a base de motorista em cada região em 20%.

2. Aumentar a sessão média do driver para 26 horas/semanal em todas as regiões ativas.

Objetivo 2: Aumentar a cobertura geográfica dos condutores

Resultados Chave:

1. Aumentar a cobertura em San Francisco para 100%

2. Aumentar a cobertura de todas as cidades ativas para 75%

3. Diminuir o tempo de pickup (que é o tempo que o motorista aguarda uma próxima corrida) para <10min em qualquer área de cobertura durante o horário de pico.

Resolver como alcançar esses OKRs é algo que a equipe irá definir. Mas, como mostra o Desai neste exemplo, um bom OKR ajuda a alinhá-los à estratégia da empresa e fornece um roteiro bem claro de como chegar lá.

Como o YouTube utilizou os OKRs?

Digamos que sua meta seja aumentar o tempo total de uso dos produtos do Google. 

A parte difícil é encontrar as métricas certas para progredir. 

Entender o seu negócio é fundamental para identificar as principais nuances de crescimento e dobrar essas nuances nos objetivos da empresa.

Semelhante ao Facebook, o YouTube quer que a audiência, medida em minutos, suba, porque uma porcentagem fixa dessa audiência é de anúncios. 

Assim, à medida que o tempo total aumenta, as receitas são previsíveis.

Objetivo: aumentar o tempo médio de exibição por usuário.

Supondo que você esteja acompanhando o tempo de exibição, os resultados chave podem ser:

• Aumente o tempo total de visualização para XX minutos diários

• Expanda o aplicativo YT nativo para dois novos sistemas operacionais

• Reduza os tempos de carregamento de vídeo em X%

Nesse caso, os resultados chave podem revelar parte da estratégia para aumentar o tempo de exibição. O primeiro resultado chave define uma meta numérica para atingir o objetivo. Ter esse número é crucial (e, teoricamente, poderia ser incluído no próprio objetivo) para avaliar o resultado desse objetivo.

Se o resultado da chave for atingido com facilidade, o número não foi agressivo o suficiente. Alternativamente, se o objetivo for tentado e ficar bem curto, é importante revisar as expectativas na próxima rodada de OKRs.

Se você está consistentemente atingindo seus objetivos, não está alcançando suas capacidades. No Google, os funcionários esforçam-se para alcançar uma marca de no mínimo 70% dos objetivos declarados.

Os resultados chave são flexíveis para permitir uma série de soluções. Às vezes, eles incorporam o plano para alcançar o objetivo: Uma opção era expandir o Mercado adicionando os usuários Windows Phone que, em seguida, adicionaram ao tempo de exibição.

Os usuários podem ter mostrado que não assistem a vídeos se demorarem muito tempo para carregar ou se tiverem um tempo de atividade imprevisível. Assim, o YouTube pode fazer investimentos sérios para reduzir o tempo de carregamento, suportando cachês de borda de vídeo. 

Nesses cenários, um Resultado-Chave pode precisar tornar-se seu próprio Objetivo separado para capturar totalmente os requisitos.

Isto fez sentido para você? Descubra como aplicar os OKRs em nosso próximo artigo.

Não perca! No final dessa serie tem um e-book gratuito que vai ajudar você e sua empresa a alcançar seus objetivos com os OKRs.

Gostou desse post? Compartilhe!

Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on facebook

Conteúdos que você pode gostar.